Translation

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

domingo, 8 de maio de 2011

Efêmero

As tuas palavras
Saíram sem pensar
Eu sei
Ninguém diz adeus
Assim
Sem olhar nos olhos
Esse adeus não é meu
Nem teu
Ainda ouço teus passos
Na escada descendo devagar
Por que não corri
E te chamei mais uma vez
Mais uma vez
Essa dor vai se curar
Vai chorar por dias
Mas vai passar
Já mudei a chave da porta
Desplantei as nossas flores
Troquei nossos lençóis
A mesa do café
Está posta para um
E pus uma cortina
Na janela desnuda
Não olho mais a rua
Com esperança no olhar
Amanhã vou trabalhar
E se o sol brilhar
Ou a chuva molhar
Vou deixar a saudade
Virar uma lembrança
Que um dia
Eu vou contar
Para meu filhos...

6 comentários:

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

palavras não são más, pessoas são

Joakim Antonio disse...

E será como um sonho, quando o sol brilhar novamente.

Uma ótima semana!

Giliard disse...

"E quando
Por minhas palavras
Te conhecerem
Não serás mais voz:
Apenas eco."

=D
Lindo texto, Lilian!

Lilian Pool disse...

Giliard, sabes bem o que penso a respeito do eco e das palavras, mas que prazer imenso ser um eco em tuas palavras...

Lilian Pool disse...

Tem razão Ediney, pessoas nos fazem sofrer, mas também são a razao de termos tanto amor...

Lilian Pool disse...

Um sonho Joakim, às vezes o amor é mesmo um sonho...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...