Translation

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

domingo, 15 de fevereiro de 2015


Pó de arroz

Passo pó no rosto
para disfarçar a brancura
dos dias sem teu olhar
Disfarço em frente a vitrine
de roupas para moças
Sinto-me manequim
presa para sempre
a olhar na mesma direção
Passam as estações
e os olhares diretos para mim
depois retorna o vazio
o escuro o claro o escuro o claro
das horas que o tempo
não pode parar
A pluma macia
enxuga a última lágrima
de uma tarde melancólica
aceno levemente para mim
Do outro lado da vidraça
ela me sorri
um sorriso de liberdade
de adeus ou até logo
por que posso voltar sempre
se assim eu desejar
Voltar e ser diferente
ou a mesma ou a outra
e até nós duas
a de dentro e a de fora
Enfim,
Guardo o pó na bolsa.


2 comentários:

Adriane dias bueno disse...

Lilian, foi melancolicamente lindo o que li aqui.
Bjs

Adriane

Lilian Pool disse...

Obrigada querida pelas palavras carinhosas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...